11 de outubro de 2021

SEC aprova ETF que investe em empresas ligadas à indústria de cripto

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) aprovou um fundo negociado em bolsa (ETF) que visa fornecer aos investidores exposição a empresas de capital aberto com exposição ao bitcoin.

 

De acordo com um prospecto apresentado em 1º de outubro, o Volt Crypto Industry Revolution e o Tech ETF rastrearão o desempenho das “Bitcoin Industry Revolution Companies” - empresas de capital aberto que possuem a maioria de seus ativos líquidos em bitcoins, como a MicroStrategy , ou que obtêm a maior parte dos seus lucros através da mineração ou construção de equipamentos de mineração, como a Marathon Digital Holdings.

 

Pelo menos 80% dos ativos líquidos do fundo serão investidos em crypto stocks. Os 20% restantes serão investidos em ações mais tradicionais para compensar o risco da carteira focada do fundo. O ETF não reterá nenhuma criptomoeda diretamente.

 

A aprovação do fundo pela SEC, que será negociado sob o ticker BTCR, ocorre poucos dias depois que o regulador adiou sua decisão sobre quatro ETFs de bitcoin - GlobalX, WidsomTree, Kryptoin e Valkyrie - para o final de novembro, no mínimo.

 

Muitos na comunidade de cripto especularam que, apesar dos atrasos, a aprovação de um ETF bitcoin poderia acontecer até o final do mês. O presidente da SEC, Gary Gensler, também sugeriu repetidamente que não se opõe à ideia de um ETF de futuros de bitcoin como os propostos por Valkyrie e BlockFi.

 

Embora o ETF da Volt não seja exatamente o bitcoin ETF que a indústria estava esperando, é um passo à frente: BTCR é o primeiro ETF focado em bitcoin a receber aprovação regulatória.

 

O CEO da Volt Equity, Tad Park, disse à Insider que o fundo, que é o quinto da empresa de serviços financeiros com sede em San Francisco, foi o mais difícil de ser aprovado.

 

“Foi muito difícil fazer isso”, disse Park à Insider. “Mas estamos muito contentes por eles finalmente terem aprovado.”