03 de janeiro de 2022

Hashrate do Bitcoin atinge novos recordes

Os números de hashrate para o Bitcoin estabeleceram novos máximos na noite de domingo, após cruzar os máximos anteriores de meados de 2021, mostram os dados da ferramenta de análise Glassnode.

Hashrate se refere à quantidade de poder computacional usado por mineradores dedicados à cunhagem de novos bitcoins e verificação de novas transações na rede Bitcoin. Milhões de cálculos são resolvidos a cada segundo para ‘ganhar’ novos blocos, em um processo amplamente chamado de mineração.

Hashrates mais altos significam uma rede mais forte e segura, tornando difícil para um grupo de invasores executar um ataque malfadado de 51% e obter o controle da rede.

Mas a manutenção desse maquinário intensivo é cara e requer alto conhecimento técnico - o que historicamente tem levado as mineradoras a se instalarem em regiões do interior da China, onde a mão de obra é acessível e as condições climáticas são propícias.

O governo chinês, no entanto, não gosta nada de cripto. A repressão aos mineradores locais e empresas de mineração no ano passado viu o hashrate do Bitcoin despencar para tão baixo quanto 61 exahashes por segundo em junho de 2021, de mais de 190 exahashes por segundo em abril de 2021.

Os dados da época estimavam que mais de 46% da capacidade de computação necessária do Bitcoin era fornecida por mineiros chineses. Desde então, a proibição levou a um êxodo de mineradores chineses para outras regiões, como Cazaquistão, Irã e EUA.

Mas o Bitcoin se recuperou e a rede não demorou muito para se recuperar: os dados do Glassnode mostram que o hashrate aumentou para 201 exahashes em 1º de janeiro, ultrapassando os níveis de abril de 2021.

Alguns engenheiros dizem que a recuperação mostra a resiliência da rede após uma queda repentina no ano passado. “O desgaste e a recuperação total de uma queda de mais de 50%, devido a uma proibição de mineração pelo país com mais hashpower, foi um marco importante para a resiliência da rede”, disse o fundador da carteira Casa, e desenvolvedor de Bitcoin, Jameson Lopp, em um tweet na noite de domingo.

Os hashrates de bitcoin pairam em 189 exahashes por segundo na manhã de segunda-feira no momento da escrita, mostram os dados.

 

Fonte: Coin Desk