20 de setembro de 2021

Hacker rouba US$12 milhões de plataforma de DeFi

A pNetwork, um protocolo de finanças descentralizadas de cadeia cruzada (DeFi), anunciou na noite de domingo que sofreu um ataque e perdeu 277 pBTC (no valor de mais de US$ 12 milhões a preços atuais).

 

O pBTC é uma versão de bitcoin utilizado no ecossistema da pNetwork. O pbitcoin é um token em uma blockchain de contrato inteligente que é apoiado por uma quantidade equivalente de bitcoin. É criado para que o bitcoin possa ser utilizado em protocolos DeFi, para gerar rendimento, por exemplo. Neste caso, o pBTC existe em vários blockchains, incluindo Ethereum e Binance Smart Chain (BSC).

 

A pNetwork não detalhou como o ataque ocorreu, mas disse que um hacker conseguiu alavancar um bug em sua base de código e drenou o pBTC do blockchain do BSC. "As outras pontes não foram afetadas. Todos os outros fundos da pNetwork estão seguros", acrescentou.

 

O bug foi identificado e uma correção foi proposta, disse a pNetwork. A expectativa é que as pontes estejam de volta em aproximadamente 12 horas.

 

A pNetwork disse que oferecerá uma recompensa de US $ 1,5 milhão ao invasor se ele devolver os fundos roubados. "Encontrar vulnerabilidades faz parte do jogo, infelizmente, mas todos nós queremos que o ecossistema DeFi continue crescendo, devolver fundos é um passo nessa direção", disse.

 

O preço do token de governança PNT da pNetwork, que roda em Binance Smart Chain, caiu mais de 18% nas últimas 24 horas, de acordo com CoinGecko. O preço atual do PNT é de cerca de US $ 0,97.

 

Como uma plataforma DeFi cross-chain, os validadores pNetwork ajudam a mover ativos de um blockchain para outro. Eles fazem isso usando tokens agrupados, que chamam de "pTokens". A rede suporta pTokens em sete blockchains: Ethereum, BSC, EOS, Polygon, Telos, xDAI e Ultra.