27 de dezembro de 2021

Custodiantes institucionais de cripto arrecadaram mais de US$ 3 bi em 2021

As empresas de custódia cripto com foco no mercado institucional experimentaram um aumento significativo no financiamento em 2021, de acordo com The Block Research.

Essas empresas levantaram mais de US$ 3 bilhões este ano. Conforme observado no Relatório de Perspectiva de Ativos Digitais de 2022 do The Block Research, a taxa de investimentos foi mais de três vezes maior do que em 2020.

As principais rodadas de financiamento incluem o já mencionado aumento de US$ 350 milhões da Anchorage, o aumento de US$ 380 milhões da Ledger, o aumento da Fireblocks de US$ 310 milhões e o aumento de US$ 50 milhões da Copper. É dito que a última citada está de olho em mais de US$ 500 milhões em novos financiamentos.

Conforme observado por Carlos Reyes e Greg Lim do The Block Research, essas rodadas de financiamento provavelmente terão implicações para a indústria de ativos digitais conforme entramos pelo ano de 2022.

"Em 2022, os investimentos em custódia de ativos digitais provavelmente darão frutos na forma de ofertas de serviços aprimoradas e inovação contínua nas tecnologias que permitem a custódia desses ativos", escreveram eles. "O espaço também continuará a crescer à medida que instituições financeiras tradicionais, como BBVA, BNY Mellon e U.S. Bank, entre outros, entrem ou expandam suas ofertas de ativos digitais, incluindo custódia, diretamente ou por parceria com um custodiante existente."