04 de janeiro de 2022

Bored Ape Yacht Club ultrapassa US$ 1 bilhão em vendas totais

O Bored Ape Yacht Club (BAYC), uma coleção de cobiçados tokens não fungíveis (NFTs), já gerou mais de US$ 1 bilhão em vendas totais.

O número acumulado de vendas para a coleção de 10.000 peças agora é de cerca de US$ 1,03 bilhão, de acordo com o site de dados CryptoSlam.

BAYC atingiu um marco nos primeiros dias de 2022, com cerca de US$ 55 milhões em vendas registradas desde 1º de janeiro.

A demanda pelos macacos digitais foi especialmente forte entre as celebridades - muitas delas rappers - nas últimas semanas de 2021. Martin Garrix, Post Malone, Diplo e DJ Khaled são apenas alguns dentre o número crescente de artistas que “aped in", como diz o ditado cripto, usando a palavra “ape”, referente ao primata, mas que ganha um contexto de verbalização pelo forte movimento das pessoas abraçarem a tendência da coleção — além de também poder ser traduzido como uma ação de imitação.

O rapper Eminem entrou na briga em 3 de janeiro, gastando cerca de US$ 462.000 em um espécime com jaqueta de ouro.

A adesão de grandes celebridades deu mais crédito à ideia de que os Bored Apes se tornaram um símbolo de status que rivaliza com carros e relógios chamativos. Da mesma forma, artigos de revistas como a Rolling Stone, a popular revista de cultura, também ajudam nesse processo.

MoonPay, o aplicativo de pagamentos cripto avaliado em US$ 3,4 bilhões, também ajudou a alimentar o entusiasmo pelos NFTs ao intermediar as vendas para celebridades de renome - incluindo muitas das mencionadas neste artigo - por meio de um novo serviço de concierge.

Mesmo assim, a ascensão do BAYC gerou polêmica. A comunidade foi ridicularizada por alguns cantos do mercado cripto por não praticar técnicas de segurança inteligentes, uma falha que resultou no roubo de alguns Apes. Na segunda-feira, inclusive, BAYC se viu forçado a tocar no tema das acusações de origens racistas em um space do Twitter.

 

Fonte: TheBlock